sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Relato de parto

Dia 9 de outubro fiz 9 meses de gestação. Eu esperei pra ter parto normal e pensei que ia começar a sentir as contrações bem antes de 9 meses (ou 39 semanas). Mas não. Chegou o dia nove e eu sabia que  podia ir até 15 dias depois (41 semanas). Aqui no Brasil, muitas mães estão se conscientizando que parto normal é o "normal" e por isso participei de muitos grupos, li muitos e muitos relatos de parto normal, me informei pra valer, minha GO me esclareceu muitas dúvidas e me apoiou. Mas eu esqueci de ler e me informar sobre a cesariana, porque eu não acreditava que fosse passar por isso. Só sei que chegou dia 19, 10 dias depois, e nada de dor, só sentia contrações de treinamento bem fraquinhas,que eu já sentia desde 32 semanas. Dia 20 fui na emergência pra saber como a bebê estava e perguntei a plantonista se podia induzir o parto. Ela não induziu porque eu estava com pouco mais de 40 semanas e mandou eu esperar até 41.  Voltei pra casa frustrada, querendo sentir a bendita dor de parto e não sentia nada.... Rsrs.. Estava eu e meu esposo crentes que nossa bebê ia nascer no máximo dia 20, aliás toda família estava esperando isso. Porque eu estava muito cansada do peso do barrigão. (Vou abrir um parênteses aqui, em relação a Doulas em fortaleza, eu procurei 3 Doulas mas nenhuma se disponibilizou porque eu decidi ter minha filha no hospital Antônio prudente e lá não aceita dois acompanhantes, eu só podia entrar com meu esposo, quem eu escolhi. Enfim, eu realmente queria muito ter parto normal e hoje agradeço a Deus que não deu certo eu ter tal apoio de uma doula, porque apesar de ser lindo e amável seu trabalho, eu poderia ser induzida a esperar até 42 semanas e seria um acontecimento que eu não queria passar. Por quê!? Porque pra mim Deus é quem sabe o que faz e não pessoas falhas) Continuando...  Nem incômodo pra dormir, nem cólica... Gente, eu não sentia NADA além do peso da barriga, nenhum sinal. Ai liguei para minha GO, falei que fui na emergência e havia feito dois exames (ultrassom e cardio). No dia seguinte, 21, fui pessoalmente mostrar os exames. Minha bebê tava com um laço do cordão umbilical, pesando 3,800 e antes de mais nada: eu sei que isso não é motivo pra cesariana!!! Eu fiquei um pouco nervosa e conversei com minha GO que eu ia esperar até dia 23, sexta, que completa 41s ou 9 meses e 14 dias (aprox) e se não entrasse em trabalho de parto, eu ia fazer a cesariana. Sim, por quê? Eu não ia arriscar passar de 41semanas e minha bebê entrar em sofrimento, eu não ia induzir mais, o risco e o nervosismo falou sim mais alto. Eu não podia esperar pra ver algo acontecer ou ter uma cesariana de emergência. O que eu fiz: Pedi a Deus que se fosse da vontade DELE, que Ele TUDO PODE, eu iria entrar em TP antes disso. Antes ou até um segundo antes da cirurgis. Mas de manhã bem cedo, do dia 23, arrumei as coisas e fui pra maternidade. Não mais pra induzir, porque como falei antes, eu pedi a Deus que se fosse pra eu ter normal, até minutos antes da cirurgia Ele poderia me dar algum sinal que eu sairia correndo da sala de cirurgia obstétrica. Cheguei na maternidade 6:30 e esperei até 9:30. Quase 10:00 comecei a me preparar pra cesariana, muito nervosa, aquela sensação de estar sozinha no mundo todo, sem saber pra onde ir, uma vontade de chorar não de alegria, mas de medo!! Eu sonhei em entrar naquela maternidade sentindo contrações e não foi assim. Mas orei a Deus naquele minuto antes, e confiei que tudo ia dar certo. Pronto! Chegou a hora de entrar na sala, meu esposo ainda tava do lado de fora, só podia entrar na hora do parto. Aí que me senti só mesmo! Iam aplicar a anestesia e não tinha ninguém comigo... Eu tomei um susto na primeira vez e o anestesista tentou aplicar, ele falou que não ia doer nada e pediu pra eu relaxar e foi preparar de novo a anestesia... Bom, isso na hora eu pensei, ainda ta de pé a oferta de sentir algum sinal de parto normal.. Então eu abracei a enfermeira e comecei a chorar, eu já tava guardando o choro desde que sai de casa. Por que eu estava me sentindo "menos mãe"? Por que eu achava que aquilo não era o meu sonho? Por que eu não estava confiando em Deus como havia orado? Por que tanto medo? A segunda vez que foi aplicada a anestesia deu certo e realmente não doeu nada. Foi tudo muito estranho, tanto que eu estudei sobre partos e na hora eu não sabia de nada. Mas eu percebi que era Deus que estava no controle. Só que parece que eu queria uma coisa e Deus queria outra. Mas eu me concentrei em uma coisa que eu queria muito e não ia abrir mão: ver o rostinho da minha filha transbordando de saúde!!! Tive que me agarrar em Deus e pedir forças.. Entao.... Fiquei anestesiada e eles começaram o trabalho e eu perguntando "cadê meu esposo?" Ele só podia entrar na hora exata do parto. Eu sentia frio e um incômodo de vai e vem no abdome... Até que chamaram o Tone, e eu pensei "é agora!!! Tira esse pano da minha frente que eu quero ver tudo!!" hehehehe. Mas não podia.... E ela nasceu, às 10:54. Silêncio. Não ouvi seu choro, mas eu sabia que ela havia nascido porque ouvi o Tone perguntando "já posso tirar a foto?" "claro, ainda não tirou não?" respondeu o médico. Eu não sabia se eu ria ou chorava, mas estava fazendo as duas coisas. Gente, eu pedi pro Tone filmar, mas o hospital não permitia e ele não sabe desobedecer as ordens, disse que ia ficar nervoso e ficou mesmo, até demais. Porque foto podia tirar... Mas ele só tirou uma foto!! Uma!! Mas, que foto linda!! Valeu muito mais que milhares de fotos!!!! Ela chorou quando pediatra colocou na mesinha pra fazer os testes, pesar, medir altura, e eu lá atrás daquele pano!! Chorei de muita alegria! Ela não estava só, estava com seu pai. Ela não estava chorando porque estava sendo tirada de uma forma desumana, de uma cesariana, ela chorava como todo bebe chora, é um ambiente novo!! Ela se comunica chorando... Ela responde chorando alto! Gente, que sensação maravilhosa!! Colocaram ela pertinho de mim, por pouco tempo sim, mas foi intenso e brilhante. Linda, minha neném. 47,5 cm tamanho e 3.460g o peso. Apaixonante!! A escolha da cesariana parece egoísta? Mãe que é mãe sabe que não é bem assim!! Jamais eu poderia me colocar em primeiro lugar. Eu fiz isso por escolher ver minha filhinha. Eu fiz a escolha de encontra-la naquele momento porque eu tinha a certeza de mãe que você tinha que vim, bem e com saúde, sem o risco de passar algum sofrimento. Não, eu nem sonhava em ter que passar por alguma complicação com você. E se eu engravidar de novo, vou esperar de novo pelo parto vaginal ou normal (como queira chamar), mas sempre em primeiro lugar meu filho e sua saúde!!